domingo, 7 de maio de 2017

EXPOSIÇÃO INTERNACIONAL: QUADRINHOS E CARTUNS, ARTE, LEITURA E EDUCAÇÃO



Leopoldina estará inaugurando no dia 12 de maio, no Centro Cultural Mauro de Almeida, às 19 horas, sua primeira exposição de quadrinhos. A exposição estará trazendo autores profissionais e amadores, do Brasil e de mais cinco países. Algumas obras são inéditas, e foram feitas especialmente para esta exposição, outras ainda nem foram lançadas no mercado e foram cedidas pelos quadrinistas para mais este evento, que faz parte das comemorações dos 10 anos da Gibiteca Helena Fonseca.

A exposição tem como objetivo levar à comunidade leopoldinense não apenas a arte dos quadrinhos mas, também, as mais variadas formas pelas quais eles podem contribuir para a nossa formação tanto escolar quando cidadã. Que os olhos dos leitores ultrapassem as cores e as formas e que os quadrinhos remetam não apenas a um universo de fantasia mas ao despertar de uma sensibilidade que só a arte do traço e da palavra pode alcançar. 

Ao todo, estarão participando 21 autores. Para alguns, como a sueca Malin Biller, é a primeira vez que seu trabalho é exibido no Brasil. Conheça um pouco de cada um deles.

ALINE LEMOS Aline Lemos nasceu e mora em Belo Horizonte, onde faz e publica quadrinhos de forma independente desde 2013. É Mestre em História e possui formação complementar em Design Gráfico e Artes Plásticas. Atualmente, é colaboradora nos portais Lady’s Comics e Marsam Graphics. Produziu uma arte exclusiva para a exposição, sobre a leitura dos quadrinhos.

BIANCA PINHEIRO tem formação em Artes Gráficas na Universidade Federal Tecnológica do Paraná (UFTPR) e pós-graduada em História em Quadrinhos pela OPET. È considerada um dos grandes expoentes da geração atual de quadrinistas independentes. Seu quadrinho mais conhecido é Bear.

CAROLINA ITO é criadora do blog Salsicha em Conserva, onde publica quadrinhos autorais desde 2014. Com formação em jornalismo, também desenvolve trabalhos de reportagem em quadrinhos para revistas e sites nacionais. Atualmente, vive em São Paulo e desenvolve pesquisa sobre produção feminina de webcomics.

CATIA ANA BALDOINO é programadora visual e quadrinhista. Publicou de 2010 a 2016 a webcomic “O Diário de Virgínia”. Atualmente, divulga suas produções no site Quadrinhos Infinitos e é pós-graduanda no Mestrado em Estudos Literários da Faculdade de Letras da UFG. Catia colaborou com uma arte exclusiva para a exposição, sobre quadrinhos e leitura.

CHANTAL MONTELLIER é uma das pioneiras dos quadrinhos franceses, estando entre os 10 melhores quadrinistas franceses. Começou sua carreira fazendo quadrinhos políticos, para jornais. Publicou dezenas de álbuns na França, de biografias em quadrinhos a distopias futurísticas. É presidente do Prêmio Artemísia, que todo ano premia os melhores quadrinhos feitos por mulheres na França. 

EDGAR FRANCO, também conhecido como Ciberpajé, é um autor de histórias em quadrinhos, brasileiro, formado em arquitetura, doutor em artes e professor da faculdade de Artes Visuais da Universidade Federal de Goiás. Produziu uma arte exclusiva para a exposição, sobre a leitura dos quadrinhos.

GAZY ANDRAUS é um autor e pesquisador brasileiro de histórias em quadrinhos. Como autor, produziu diversos fanzines e HQs, especialmente no que convencionou-se chamar de "quadrinhos poético-filosóficos".

JOÃO MARCOS PARREIRA MENDONÇA é professor e roteirista de quadrinhos. É mestre em Artes Visuais pela Escola de Belas Artes da UFMG. Trabalha como roteirista da Maurício de Sousa Produções e como chargista do jornal Diário do Aço, de Ipatinga. É também criador da webcomics "Mendelévio e Telúria". Criou um cartum exclusivo para a exposição, sobre o prazer da leitura.

JOSÉ RUY é um premiado artista português, com maior número de álbuns em quadrinhos produzidos em seu país. Um dos seus trabalhos mais conhecidos é a serie  As Viagens de Porto Bomvento, que narra a odisseia de um português na época da expansão marítima. Fez ainda a adaptação para os quadrinhos do clássico da literatura portuguesa “Os Lusíadas”.

LAUDO FERREIRA JR é um premiado quadrinista e ilustrador brasileiro. Começou sua carreira em 1983, ilustrando para diversas editoras, além de trabalhar com Publicidade e no desenvolvimento de cenários e figurinos para teatro. Fundou o Estúdio Banda Desenhada em 1996, ao lado de Omar Viñole.

MALIN BILLER é uma premiada quadrinista sueca que vem se destacando em seu país nos últimos anos. Estudou na Escola em Quadrinhos de Malmö e atualmente publica tiras em jornais suecos. Publicou alguns de humor, biográficos, autobiográficos e adaptações literárias. Cedeu uma sequencia de quadrinhos para a exposição.

NATALIA FORCAT nasceu na Argentina e mudou-se para a cidade de São Paulo, 1992. Ilustrou para diversas revistas e editoras de livros didáticos. Realizou várias ilustrações para a revista Veja São Paulo, Le Monde Dimplomatique (Brasil),  Participou do zine Só Mulherada!, publicação da AQC-ESP (Associação dos Quadrinhistas e Caricaturistas do Estado de São Paulo) , que reuniu trabalhos de autoras de todo o Brasil, do Japão e de Portugal, sob o tema: “a condição da mulher na sociedade atual”.

NUNO LOURENÇO RODRIGUES é licenciado em Design de Comunicação pela Faculdade de Belas Artes de Lisboa e Design Gráfico pela University of East London em 2010. Em 2012, fez mestrado Ilustração e Animação na Kingston University, Londres. É designer gráfico e ilustrador freelancer. Colaborou com a exposição com um cartum sobre o prazer da leitura dos quadrinhos.

OSVALDO MEDINA  Começou  a trabalhar com animação, a partir de 1997, através da Animanostra e em 2009 começou a ilustrar histórias em quadrinhos. Estreou como argumentista com a HQ "Kong, the King", uma narrativa visual, sem palavras, inspirada na história da personagem de cinema King Kong, e que vai ser editado em breve no Brasil. São algumas páginas desta HQ, de 2015, que ele cedeu para a exposição. É professor na Universidade Lusófona.

PAUL CAUUET é cartunista e colorista francês, formado em Artes Aplicadas pela Universidade de Universidade de Toulouse Le Mirail. Publicou por várias editoras francesas como a Delcourt e a  Dargaud. Cedeu imagens da HQ Nauru, criada para a associação The Ink Link.

PAULO MIGUEL DOS ANJOS é artista plástico, gráfico, estampador, desenhista, roteirista, colorista, quadrinista e Fanzineiro. Seu personagem mais conhecido é Benjamim Peppe, cujo primeiro fanzine foi lançado em 1993. Atualmente, faz roteiros e desenhos para outros personagens de outros autores, colaborando em diversas revistas fanzines e jornais, com a Turma do Benjamin Peppe com HQs completas e tiras.

RAFAEL CORDEIRO é natural de Salvador - BA. É ilustrador, quadrinista e arquiteto urbanista. Entre trabalhos de ilustração em livros, cartilhas e HQs, destacam-se a participação na antologia internacional de quadrinhos "Máquina Zero 2" (Quadro a Quadro, 2015) e a biografia em quadrinhos de Liza Minnelli (Bluewater Productions, 2014). Colaborou com a exposição com um cartum sobre o prazer da leitura dos quadrinhos.

RAPHAEL PINHEIRO é formado em Arquitetura e Urbanismo pela UFRJ e atualmente estuda na École Europeenne Superieure de l'Image em Angoulême, na França, na Turma Internacional de Quadrinhos. Para esta exposição enviou duas páginas de um quadrinho inédito que está desenvolvendo na França. Ele possui um canal no youtube onde ensina como fazer quadrinhos https://www.raphapinheiro.com/youtube

THINA CURTIS é artista plástica e arte-educadora e grande defensora dos fanzines. Como fanzineira ela ainda une aos quadrinhos uma outra paixão: a poesia. E é com poesia na forma de quadrinhos que ela contribuiu para esta exposição.

TRINA ROBBINS é uma quadrinista estadunidense que iniciou a carreira com o movimento underground, nos anos de 1960. É considerada uma das pioneiras nos quadrinhos estadunidenses, tendo sido a primeira mulher a desenhar a Mulher Maravilha. Atualmente dedica-se a pesquisas sobre mulheres nos quadrinhos. Ela nos cedeu a arte que fez para Will Eisner e que será novamente exibida na exposição que vai comemorar os 100 anos do nascimento de Eisner.

WELINGTON SILVA DE CARVALHO - Web designer. Produz caricaturas e animações, artes gráficas. Nascido em Leopoldina em 1987, filho de Maria do Carmo e José Homero. 

A exposição irá permanecer no Centro Cultural Mauro Almeira durante dois meses, aberta a toda comunidade, e poderá receberá visitação escolar mediante agendamento prévio,


Realização: Gibiteca Escolar Helena Fonseca, da Escola Municipal Judith Lintz Guedes Machado e Secretaria Municipal de Cultura
Curadoria: Natania A. Silva Nogueira
Montagem: Cristiano Fófano
Apoio:
Secretaria Municipal de Educação
Associação de Pesquisadores em Arte Sequencial (ASPAS)
The Ink Link Association
Estúdio A2

Um comentário:

Stefano Barbosa disse...

Thina Curtis... sei quem é ELa é fã do Joy Division...
colocou o "sobrenome" curtis em homenagme ao eterno vocalista Ian Curtis.